Março de 2015 não foi uma continuidade de Junho de 2013

27 de março de 2015 // 0 comentários

Valerio Arcary “Corremos alegres para o precipício, quando pomos pela frente algo que nos impeça de o ver”  (Blaise Pascal). “Durante a manifestação de abril de 1917 uma parte dos bolcheviques lançou a palavra de ordem: “Abaixo o governo provisório”. O Comitê Central logo chamou à ordem os ultraesquerdistas. Devemos, é claro, propagar a necessidade de derrubar o governo provisório, mas não podemos ainda chamar as massas às ruas por essa palavra de ordem, pois [...]

A quem interessa o ajuste?

25 de março de 2015 // 0 comentários

Patrick Galba de Paula Neste texto buscaremos apontar alguns aspectos fundamentais sobre o movimento atual da economia brasileira, em suas principais tendências, buscando elementos para caracterizar a natureza do “ajuste” atualmente defendido em uníssono tanto pelo governo, PT e aliados quanto pela imprensa empresarial, PSDB e o restante da oposição de direita. A situação atual: “encolhimento” do PIB com taxa de desemprego quase estável Partimos da hipótese de que a crise [...]

Um golpe de estado à Maupassant

24 de março de 2015 // 0 comentários

Diego Braga Numa região periférica do capitalismo, uma burguesia tão frágil e pequena quanto servil e ridícula, gritando “liberdade” e “pátria” num falsete de intervenção militar, ensaia depor o governo ocupado pelo que se poderia considerar um traidor de ideais, leal servo do império por interesse. A pequena camada média da população local se reúne na praça, apoiando o bisonho golpe militar em nome da liberdade, sob uma espada enferrujada (há tempos não saem às ruas [...]

A matemática e a lógica formal no capitalismo

23 de março de 2015 // 0 comentários

Jéssica Milaré Para se desenvolver, o sistema capitalista precisou criar transformações cada vez mais profundas sobre a matéria. A criação de máquinas cada vez mais complexas, capazes de realizar tarefas cada vez mais precisas, requer, por sua vez, um avançado conhecimento em física. Esta, para se desenvolver, apoiou-se na matemática, uma ciência que sempre se desenvolveu a partir do raciocínio lógico. Entretanto, até o final do século XIX, a lógica formal padrão era a [...]

Reinventando o atraso

20 de março de 2015 // 0 comentários

Ruy Braga e Elísio Estanque Após um período de intensas lutas sociais seguidas à queda da monarquia, em 1910, Portugal foi marcado, durante o século XX, pela dolorosa experiência de uma longa ditadura. Apoiados num Estado corporativo fortemente repressivo e que contou com a ajuda de uma igreja ressentida com as expropriações promovidas pela república, os impulsos de modernidade e de industrialização que o país viveu tiveram sempre por detrás a tutela protecionista do regime [...]

A revolta a favor da ordem: a ofensiva da Oposição de Direita

19 de março de 2015 // 0 comentários

Felipe Demier Após os atos do dia 15 de março, o governo tentará, por meio de seus intelectuais, blogs e afins, inflar a ameaça reacionária de modo a conseguir a adesão da verdadeira esquerda e dos movimentos sociais independentes. A ultraesquerda sectária, por sua vez, tentará minimizar a ofensiva reacionária sob o argumento de que ela é uma pura invenção governista. Para os marxistas, entretanto, a verdade é a verdade. Reconhecer a força da direita não significa defender o [...]

Pessimismo da razão, otimismo da vontade: notas para um aforisma pré-gramsciano

18 de março de 2015 // 0 comentários

Betto della Santa Para Edmundo, com saudades.  “A esperança é a alegria inconstante nascida da ideia de coisa futura ou passada de cujo desenlace duvidamos em certa medida. O medo é a tristeza inconstante nascida da ideia de coisa passada ou futura de cujo desenlace duvidamos em certa medida. Segue dessas definições que não há esperança sem medo e nem medo sem esperança. (…). Quem está suspenso na esperança – duvida do possível desenlace –, teme enquanto espera, quem [...]

Três perguntas e três respostas breves sobre um domingo triste

17 de março de 2015 // 0 comentários

Valerio Arcary “Sem se partirem ovos não se fazem omeletes” “Quem o inimigo poupa, às mãos lhe morre”   (Sabedoria popular portuguesa.) 1. Qual foi o significado das manifestações do 15 de março? O martelo da história pode ser cruel. Doze anos depois da eleição de Lula para a presidência, a fadiga do lulismo abriu o caminho para a reorganização de uma direita com base social ampliada na classe média. Aconteceu neste triste dia 15 de março a maior manifestação [...]

Sobre o direito à cidade e o socialismo

16 de março de 2015 // 0 comentários

Sabrina Fernandes O discurso do direito à cidade é múltiplo e flexível. Ele é o foco de livros de geografia crítica, figura em tópicos de discussão da política institucional, e possui uma ressonância legitimadora quando debatido em mesas de grandes congressos e seminários. Esse último caso foi visível em um seminário nacional realizado recentemente pelo Governo Federal e outras entidades juntamente às Nações Unidas. Enquanto o Ministério das Cidades, encabeçado por Gilberto [...]

A direita ganha as ruas: o Banana’s Party em perspectiva histórica

15 de março de 2015 // 0 comentários

Demian Melo Há meio século que a direita brasileira não sabia o que era fazer mobilização de massas. Antes disso só nos anos 1930, no contexto do Integralismo, o fascismo brasileiro ganhou ares de um movimento massivo, alistando milhares de pessoas em várias regiões do Brasil. O golpe que depôs Jango em 1964 contou com o apoio de parcelas da sociedade brasileira, inclusive de suas camadas mais plebéias, mobilizadas pelo medo do “fantasma do comunismo”, o rosário em família e as [...]
1 2 3 46
dase_dayna@mailxu.com